Se você descobrisse que a segurança do seu condomínio está em risco, mesmo com porteiros e vigilantes, o que faria?

Por mais eficiente que um profissional possa ser, existe sempre a possibilidade de ocorrer uma falha que irá impactar negativamente a segurança do condomínio. Mesmo que você esteja acostumado com um porteiro físico, ter um não significa estar 100% seguro. Neste post, você vai entender por que tirar o porteiro ou vigilante pode melhorar a gestão da segurança do condomínio e quais medidas devem ser adotadas no lugar.

Boa leitura!

Desvantagens de ter porteiro no condomínio

 

Qualidade de atendimento

Infelizmente, não há como garantir que todos os porteiros tratem as pessoas da forma mais adequada possível. Muitas vezes, embora tenham sido treinados, acontecem quedas no nível do atendimento ao público, provocando, assim, insatisfações.

 

Riscos de segurança

Mesmo que o condomínio tenha uma excelente estrutura para a guarita e o porteiro seja um profissional qualificado, é possível identificar diversas falhas que podem acontecer. Alguns exemplos são as distrações a que um profissional está exposto e a possibilidade de ele ser rendido por bandidos que desejam ter acesso às áreas internas do condomínio.

Sem o auxílio da tecnologia, o porteiro não consegue monitorar mais de um local. Falhas como essas colocam em risco a segurança dos moradores e abrem margem para criminosos encontrarem oportunidades.

Escassez de recursos humanos

Para um monitoramento de 24 horas por dia a semana toda, é necessário manter uma equipe de pelo menos seis porteiros, contando as folgas e as faltas. Além disso, é essencial ter um gestor para treinar e acompanhar o trabalho desses porteiros. Com a escassez de recursos humanos, fica cada vez mais difícil encontrar funcionários comprometidos e confiáveis, que não vão deixar o condomínio na mão.

Recursos trabalhistas

Além de altos custos com salários e benefícios, é necessário respeitar as obrigações trabalhistas, a fim de se precaver de possíveis ações. Esse é mais um problema que pode acontecer quando o condomínio tem um quadro de porteiros.

Execução de processos

A dificuldade de se certificar de que os porteiros estão realizando as tarefas e processos da maneira como foram ordenados é mais uma questão que precisa ser levantada. Para isso, seria necessário ter uma pessoa de confiança do condomínio fiscalizando 100% o trabalho dos porteiros, o que torna o processo ainda mais caro e complicado.

As soluções para melhorar a gestão da segurança no condomínio

Agora que você já conhece os pontos fracos de ter um porteiro ou vigilante, chegou a hora de descobrir como solucionar essa questão. A resposta está mais próxima do que você imagina, bem aí, diante dos seus olhos: na tecnologia.

Com os avanços exponenciais, é possível manter uma segurança mais efetiva com ferramentas poderosas e atualizadas. Um bandido pode render um porteiro, mas não uma máquina, não é mesmo?

A operação remota da portaria significa ter uma equipe capacitada para realizar as atividades necessárias da forma mais segura possível, 24 horas por dia, através de sistemas e softwares inovadores. Comunicação, autorização, cadastramento, liberação de visitantes e o uso de senhas, cartões ou controle de acesso biométrico ficam sob o controle dessa equipe.

 

 

Com a gestão da segurança do condomínio através de sistemas de controle remoto, é possível desfrutar de vantagens como:

Controle de recursos humanos por meio de ferramentas tanto remotas quanto presenciais

Na High Link, por exemplo, existe uma supervisão para controle do ambiente da portaria, apoio de eventuais demandas e acompanhamento de recursos humanos durante a troca de turno, eventos especiais e rotinas diárias na portaria do condomínio. Para isso, são criados procedimentos operacionais-padrão, plano de chamadas e de contingências e treinamentos constantes.

Controle sobre a qualidade do atendimento por meio da parametrização dos processos

Essa é mais uma das grandes vantagens de optar pela tecnologia. Um recurso não faz o que julga ser necessário, e sim o que foi acordado. Portanto, com a parametrização dos processos, é possível fazer o perfeito acompanhamento da execução das tarefas e identificar falhas.

Disponibilização de relatórios com indicadores de desempenho

Por mais que o trabalho seja satisfatório, sempre é possível mapear pontos de melhoria para que a segurança do condomínio esteja sempre protegida. Para isso, entretanto, é fundamental ter acesso ao desempenho dos profissionais e isso se torna capaz com relatórios que contêm indicadores de comportamento, assim como ocorre na High Link.

Aumento da segurança

Através de sistemas de monitoramento do condomínio e suas redondezas, é possível identificar suspeitos e tomar medidas preventivas com rapidez. Além disso, com o controle de acesso, registro de visitantes e liberação de dispositivo de controle de maneira remota, o condomínio fica extremamente mais protegido e sem a possibilidade de falhas. As máquinas são atualizadas com frequência, e os sistemas tornam-se cada vez mais efetivos.

Redução dos custos

Após a instalação dos equipamentos, o condomínio terá uma economia bastante notável em relação aos gastos. Já imaginou não ter mais problemas com benefícios e faltas, por exemplo?

 

Leave your Comment